Fale Conosco

12 3018-4910

Corretores:

Raquel Jordán

75510-F

Alberto Vidal

67651-F
Digite a referência do imóvel >

Construtoras comemoram mudanças no Casa Verde e Amarela

As movimentações recentes no programa Casa Verde e Amarela estão dando um aguardado fôlego ao mercado de construção de imóveis populares. Depois das mudanças na faixa de renda e redução dos juros, mais novidades estão engatilhadas. São duas as principais mudanças no texto da Medida Provisória 1107/22, que já foi aprovada pelo Senado e depende de sanção presidencial.

O prazo máximo de financiamento pode ser ampliado de 30 para 35 anos, enquanto os depósitos do FGTS feitos pelos empregadores podem passar a ser usados como garantia nas prestações de financiamento de imóveis.

Novidades que foram muito bem recebidas pelo mercado. As ações de construtoras como Cury, Direcional e Tenda chegaram a registrar alta de até 50% depois das mudanças aprovadas pelo Conselho do FGTS. Alavancada pelo Minha Casa Minha Vida, antecessor do CVA, a MRV já declarou otimismo para o segundo semestre, já prevendo também o repasse do aumento nos custos para o consumidor final.

A fase vinha sendo desafiadora até demais. Desde o início do ano passado, o segmento de imóveis econômicos passa por momento complicado. Enquanto os juros e o preço dos materiais de construção subiram, caiu o poder de compra da população. Antigo ícone do setor, a MRV registrou no segundo trimestre o menor número histórico de imóveis econômicos negociados.

Na visão de analistas do Credit Suisse, o ganho médio das construtoras com as mudanças no programa habitacional pode chegar a 6,3 pontos percentuais. O banco estimou uma elevação nos preços em 7% cada, para MRV e Direcional, e em 13% para a Tenda. Isso se traduziria em uma margem bruta de 29%, 39% e 25%, respectivamente.

Do outro lado da mesma moeda, os lançamentos de alto padrão seguem registrando números positivos. No Rio de Janeiro, o Atlântico Golf, empreendimento de luxo da Patrimar, registrou R$ 220 milhões em vendas em apenas dois dias. 

Para não perder as novidades e tendências do segmento de luxo e alto padrão, inscreva-se gratuitamente para participar do IC Alto Padrão. O evento acontece no dia 25 de agosto, a partir das 9h, e está sendo concebido para profissionais que atuam ou desejam atuar com imóveis de alto padrão e luxo. Clique aqui para saber mais e garantir sua inscrição gratuita. Quem indicar mais amigos para participar concorre a prêmios.

O mercado de trabalho na construção civil se mantém aquecido. O diretor de marketing e estratégia do Sienge, Guilherme Quandt, falou em artigo no Imobi sobre as oportunidades que o setor oferece e algumas exigências que precisam ser cumpridas para se manter relevante no mercado. 

A Cyrela registrou alta de 4% nas vendas totais no segundo trimestre deste ano. O VGV dos lançamentos da empresa aumentou 20,6%, conforme os dados preliminares. 

Por falar em VGV, no Imobi Report publicamos um conteúdo completo que explica em detalhes o que significa essa sigla, como o VGV é calculado e porque ele orienta as tomadas de decisão ao longo de toda a construção dos empreendimentos. 

A Even firmou acordo com a incorporadora RFM para a criação de uma empresa, a NewCo, que se dedicará à atividade de incorporação imobiliária. A NewCo também será o veículo de investimento das duas empresas em novos empreendimentos imobiliários residenciais na Região Metropolitana de São Paulo e que atendam a determinadas premissas estabelecidas nos documentos da operação.

Um atendimento de alto nível deve ser o centro das práticas das imobiliárias, que devem pensar tanto na forma de lidar com os clientes como observar o clima entre os próprios funcionários. Para melhorar os atendimentos de forma interna e externa, a CUPOLA criou um curso com técnicas de comunicação para um atendimento imobiliário de alta performance, usando a Comunicação Não-Violenta. As inscrições estão abertas e, pelos próximos sete dias, tem desconto para quem participar. Clique aqui para se inscrever. 

Você conhece a Cupolab? Ela é uma imobiliária-laboratório criada pela CUPOLA, cujo projeto está completando 3 anos. No Imobi Report, Alice Borges, coordenadora da Cupolab, faz uma retrospectiva sobre os principais acontecimentos que marcaram a trajetória da empresa até aqui e fala do papel da imobiliária como formadora de consultores de locação.

O projeto de lei que permite o uso do FGTS para compra de um segundo imóvel teve seu pedido de urgência aprovado pelos deputados federais. Atualmente, o trabalhador não pode usar o dinheiro se é proprietário ou comprador de outro imóvel. Com a aprovação da urgência, a proposta poderá ser analisada diretamente pelo Plenário sem precisar passar antes pelas comissões permanentes. 

A redução do Imposto de Renda sobre aluguéis residenciais foi aprovada no Senado e agora está na Câmara dos Deputados. No podcast Semana Imobi, o coordenador do Imobi Report, Carlos Simon recebeu Rodrigo Arend, jornalista do Imobi, e Daniel Claudino, consultor da CUPOLA, para tratar desse assunto e também de temas de destaque da última newsletter, como o lançamento do IC Alto Padrão.

Como administrar uma carteira de locação com 10 mil imóveis no interior do Brasil é o assunto principal do podcast Modo Avião dessa semana. Rodrigo Werneck entrevista Vinícius Costa, CEO da Ivan Negócios Imobiliários, a maior imobiliária de locação do interior do país, localizada na cidade de Uberlândia (MG).

Em São Paulo, o preço do aluguel residencial subiu 2,82% em junho, de acordo com a pesquisa do Secovi-SP. Apesar disso, o percentual permanece abaixo do IGP-M, da Fundação Getúlio Vargas, que registrou variação de 10,70% em igual período. Em Porto Alegre, cresceu o número de placas anunciando aluguel e venda de imóveis. Já no Rio de Janeiro, alugar um imóvel ficou 9,5% mais caro em seis meses.

Os últimos dois anos trouxeram aumento acima da inflação no metro quadrado de parte importante do mercado imobiliário paulistano. É o que aponta um levantamento da Loft, que analisou 20 bairros de SP entre janeiro de 2020 e 2022. A valorização entre regiões e o aumento da demanda empurrou o preço para cima em oito bairros avaliados. 

Segue encalhado. Terminou sem propostas, mais uma vez, o leilão do edifício A Noite, na Praça Mauá, no Rio de Janeiro. O lance inicial era de R$ 38,5 milhões. O Sinduscon RJ diz que a União não está levando em conta o contexto do mercado imobiliário e os custos para reformar e adaptar o edifício.

O preço dos imóveis tem variado entre 15% e 20% ao ano. Mas como calcular essa variação? É importante se atentar a vários fatores, entre eles a localização, a segurança e a conservação do imóvel. O Estadão reuniu algumas dicas sobre os itens que entram nesta equação.

Seja no mercado de venda ou de locação de imóveis, há dois nichos muito distintos e que carecem de maior especialização: residencial e comercial. São claras as diferenças entre a atividade do corretor de cada segmento em relação ao perfil do cliente, conhecimentos exigidos e métodos de negociação. Confira no Imobi 5 dicas para o corretor se especializar em imóveis comerciais.

Ainda neste tema, o podcast Imobi Aluguel dessa semana traz o papo sobre as diferenças de perfil entre o profissional que trabalha com imóveis residenciais e o que atua com imóveis comerciais. Ouça o material completo com a participação de Marcos Mendonça, sócio-proprietário da imobiliária Confronto, de Curitiba (PR).

Já a edição desta semana do Imobi Aluguel fala de proprietários ou inquilinos tóxicos, que geram desgaste excessivo e drenam muita energia das imobiliárias. Quando é compreensível tolerar eventuais exageros e quando vale mais a pena “demitir” este cliente? Falamos com especialistas e com imobiliárias que sentiram na pele esse drama, incluindo uma empresa que optou por abdicar da administração de imóveis residenciais. Clique aqui para conhecer e assinar a principal comunidade de debates sobre locação do mercado brasileiro.

Como rentabilizar estádios de futebol quando não se tem jogo? Uma solução para este problema é a exploração comercial destes espaços, muitas vezes de localização privilegiada. Conheça a operação da Esfera, empresa que está rentabilizando os camarotes do Estádio Nacional de Brasília em um formato de locação comercial de alto padrão.

Já no Imobi Alto Padrão de quinta-feira, o tema será a busca das incorporadoras por realizar lançamentos que ofereçam uma vista de destaque. Em cidades turísticas e litorâneas, os locais com visão privilegiada são mais óbvios. Por outro lado, em cidades com outros perfis, o apelo visual procurado pelos compradores é outro. Clique aqui para saber mais e experimentar o Imobi Alto Padrão gratuitamente por sete dias.

E tem live gratuita com conteúdo de alto padrão vindo aí. Anote na agenda: no dia 4 de agosto, às 11h, o Imobi Alto Padrão vai bater um papo com Henrique Ruas, CEO da Imóveis Alto Luxo, de Belo Horizonte (MG). O tema da conversa será a gestão exclusiva de imóveis de alto padrão, além de outras estratégias de sucesso da operação da imobiliária. Clique aqui para se inscrever gratuitamente.

Renato Meinberg, sócio da Personale Construtora e Incorporadora, é o convidado do podcast Vem Pra Mesa desta semana, com Sergio Langer. Com mais de 20 anos de experiência na construção civil, Renato fala dos desafios de construir, vender e se relacionar com o cliente. 

O que está acontecendo com as startups? Uma onda inédita de cortes de custos mostra que toda rosa tem seus espinhos. Só no primeiro semestre deste ano, pelo menos 4 mil pessoas foram desligadas de startups brasileiras. Segundo um consultor ouvido pela IstoÉ, a tragédia já era anunciada

Estão abertas as inscrições para a 8ª edição do MITHUB Challenge, com foco em governança ambiental, social e corporativa (ESG), desde a produção e uso dos materiais até os trabalhos nas edificações. Até o dia 22 de julho, startups e empresas interessadas poderão inscrever os projetos. O resultado final será divulgado na última semana de setembro.

Os negócios com imóveis no metaverso já começam a movimentar o setor. Isso porque, além de vender imóveis virtuais, os corretores têm a oportunidade de negociar empreendimentos reais. É legal saber que o metaverso possibilita a exposição de apartamentos, casas, salas e lojas, entre outros, de uma forma extremamente realista, o que facilita sobremaneira a venda. Por isso, construtoras já estão lançando imóveis usando a realidade virtual e aumentada, permitindo ao cliente uma experiência sensorial com o produto que ainda será construído. 

Por falar em metaverso, uma startup brasileira investiu R$ 1 milhão na criação de um metaverso Myland usando software da Autodesk. A Mint Studios criou um imenso empreendimento imobiliário formado por três torres com um total de 10 mil unidades, incluindo apartamentos residenciais, unidades comerciais, marketplace de serviço e lazer. Batizado de Gênesis, no metaverso será possível, por exemplo, comprar uma roupa (NFT) para o avatar e receber a mesma roupa em casa, desconto na loja física ou até mesmo alugar e comprar unidades comerciais para ter interações com pessoas que não poderiam acessar de forma presencial o escritório físico.

A Resia, do grupo MRV&CO, vai investir US$ 32 milhões em uma fábrica de componentes pré-moldados no norte da Flórida, nos EUA. As operações devem começar em 2024 e o objetivo é tornar a produção ainda mais agilizada e driblar um problema que atinge em cheio a construção civil americana: a escassez de mão de obra, o que encarece significativamente os custos dos empreendimentos por lá. 

A temporada de balanços do segundo trimestre de 2022 começou na semana passada para os investidores norte-americanos. O mercado espera a divulgação dos números, na expectativa por mais informações sobre como as companhias têm lidado com a alta da inflação, maior pressão sobre as margens e a perspectiva de recessão. 

Os microapês se tornaram notícia nos últimos dias e viralizaram nas redes sociais principalmente por conta de suas características compactas, que desafiam a imaginação. Em Nova York, um apartamento com 5,1 m², sem banheiro, tem preço de aluguel de mais de R$ 7 mil. Já para quem quer algo ainda mais diferente, uma casa com duas celas de cadeia está à venda por R$ 1,5 milhão. Moraria lá? 

Em Portugal, um projeto imobiliário de € 52 milhões começou a ser construído com 70% dos imóveis vendidos. Segundo os criadores do projeto, o edifício fica numa das áreas mais procuradas do país e vai reunir soluções de moradia, trabalho e lazer.

A economia chinesa sofreu uma forte queda no segundo trimestre de 2022, registrando o pior desempenho desde 2020. São novos impactos das restrições sanitárias por conta da Covid-19 e também da crise generalizada que afeta o setor imobiliário

As condições da economia brasileira, com inflação e juros em alta, abrem o caminho para o crescimento da oferta de carteiras de crédito vencidas, ou “podres”, como são chamadas informalmente. Esse tipo de comercialização é uma alternativa para bancos e empresas passarem adiante as dívidas que não conseguiram receber de seus clientes. No ano, a venda de créditos "podres" pode chegar a R$ 60 bilhões.

Muito se fala em sustentabilidade na construção e o lado bom é que, em muitos casos, isso não é tão difícil de implementar. Você sabia, por exemplo, que 98% do descarte é reciclável? Contudo, apenas pouco mais de 20% do entulho gerado no país todos os dias é reaproveitado. A sustentabilidade começa no projeto, mas só se concretiza com a mudança de hábitos.

A Horwath HTL fez um estudo que traz um panorama sobre o mercado imobiliário residencial com serviços no Brasil. Entre os pontos abordados estão o que esperar ao locar um apartamento com serviços, quais os tipos de apartamentos com serviços, oportunidades de mercado e qual a diferença para aluguel de temporada. 

As casas diferentonas do Airbnb ganham cada vez mais espaço por aí. A plataforma gosta tanto dessas casas, que chegou a criar um fundo de US$ 10 milhões para premiar os 100 participantes que tiverem projetos de casas mais malucas. Enquanto essas ideias ainda não ganham forma, veja uma lista com as 10 casas mais inusitadas do aplicativo.

 

Fonte: Imobi Report

Data: 20/07/2022

As informações sobre os imóveis, preços e condições de venda ou locação, são de inteira responsabilidade dos proprietários, sendo que eles poderão retirá-los da relação, ou alterar seus preços sem prévio aviso.

2010 - 2022 | Corretores Premium | Todos os direitos reservados | São José dos Campos, SP
+55 (12) 3207-0059 | 99128-4712 | 99723-0430 | contato@raqueljordan.com.br

Desenvolvimento Web: Sites & Cia | EmpresasVALE